A entrevista de Belinati na Brasil Sul


Previsível: O tempo passou voando com o prefeiturável Antonio Belinati (PP) falando. Ele abusa na utilização de retóricas e peripécias de sua vida, no maior estilo “paizão” da cidade. A estratégia usada por ele durante a entrevista não foi debater proposta e sim criticar a atual administração. Os jornalistas Fabio Cavazotti e Loriane Comeli até tentavam centrar o candidato sobre o debate de idéias, mas sem sucesso. Segue um breve resumo:

Sobre os seus gastos com campanha: Pretende gastar até R$ 990 mil, mas até agora “não tem nem cinco centavos”. As ajudas estão partindo de seu vice, Fernando Nicolau (PP), e de suas proprias finanças. Espera que o segundo turno pode ajudar as suas receitas junto aos empresários.
Candidatos com ficha-suja:
Alegou que ter ficha-suja não é motivo para barrar candidatos. Para ele, até padre ou jornalistas podem ter processos. Citou que o atual prefeito pode ter mais de 30 processos e o presidente Lula mais de 80. Acha que somente os condenados devem ficar fora das campanhas eleitorais.
Educação municipal:
Segundo Belinati, bons salários aos professores e merenda de qualidade melhoraria o ensino.
Creches:
Prometeu creches em todas as regiões da cidade – será a sua “grande prioridade”.
Promessas para saúde: Disse que em sua administração construiu mais de 30 postos de saúde. Fez promessa para a zona oeste da cidade: Um grande hospital.
Transporte Coletivo: Não falou sobre tarifas ou prometeu novidades para essa área. Descartou a hipótese de metro. Não comentou sobre a integração do transporte intermunicipal e, segundo ele, os problemas de estrutura nos terminais urbanos serão debatidos com as empresas da área (Grande Londrina e Francovig).
Sercomtel:
Alegou que não irá vende-la, porém irá retirar todos os cargos comissionados ou cabides de emprego na empresa.
Segurança Pública: Tratou o assunto como complicado, pois tem que verificar os gastos. Para essa área, espera voltar com a discussão para a reinstalação dos Módulos Policiais na cidade.

Belinati ainda disse que se sente mais tranquilo para dar entrevistas em rádio. O ex-prefeito acredita que a sua aparência pode atrapalhar o eleitorado – acha que um rosto bonito conquista votos mais facilmente.
Ele compartilha parcialmente da minha idéia sobre as pinturas em muros durante as campanhas eleitorais . Diz ele que nunca pintou, pois os cachorros urinam nos muros e em seu nome. Eu sou contra pela poluição visual e pela negligência do candidato pós-campanha: Existem nomes que ficam três eleições seguidas em muros pelos bairros.

Amanhã o entrevistado será o candidato André Vargas, do PT. O programa Panorama Brasil Sul vai ao ar às 11 da manhã e é possível acompanhar pela internet no www.radiobrasilsul.com.br.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em candidatos locais, Eleições 2008, Internet, jornalismo, Londrina, política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s