Mudança drástica


“Eu sou supervisado e radicalizei nessa campanha. Não pago nem um lanche para mendigo”

Antonio Belinati (PP), o “amigo do peito” e “pai de todos” na Assembléia Legislativa

Olha, eu confesso que já fui vítima do Belinati com promessas ao pé do ouvido. Foi em 1998, eu tinha 12 anos, talvez 13, quando ele foi apresentar o filho dele em um pequeno comício – naquela época, Belinati ajudava de todas as formas possíveis o filho Antonio Belinati e a sua mulher Emilia nos cargos estaduais que pretendiam. Eu e outros colegas encontramos ele atras do palco, falamos que não tinhamos quadra e nem campo de grama (jogavamos num terrão mesmo), mas que para disputar campeonatos, precisávamos de um jogo de camisa. Ele pediu nome, telefone e afirmava que em uma semana voltava com tudo – ele perguntou até a cor de preferência. Deu tchau deixando santinho e pedindo pra mamãe e o papai votarem no filho dele.

Final da história: Nunca, em minha vida toda, joguei com uniforme que tinha nome do Belinati atrás. Nunca.

A minha birra é antiga.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em candidatos locais, Eleições 2008, Londrina, Manipulações, política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s