Síndrome de Lamarca


Esses militares comunistas, nas melhores das intenções, prometem coisas improváveis para Londrina. Digo isso pois o Amadeu, do por que não eu?, PCB, disse em seu horário na TV que, além de educação em período integral, irá também distribuir 1 litro de leite a cada criança por dia. Vamos as (supostas) contas:

Em 2004 (não achei dado mais recente), Londrina tinha 72 mil alunos na rede pública de ensino. Se ainda estivéssemos com esse número, a prefeitura teria que dispor de 72 mil litros de leite por dia, isso somente em leite que a criança levaria pra casa.

Reformulando as contas¹, sendo o litro do leite R$1,47 (Ata de Registro de Preços Nº DGLM-0001/2008):

Por dia o valor passaria dos R$105 mil. Um mês escolar tem 22 dias. Assim, seriam 22 X 105.000 = R$ 2.310.000,00 ao mês com o leite (praticamente dois milhões e meio milhões de reais). Isso, lembrando, são os valores em leite que os estudantes levariam pra casa.

Pra fechar, o custo anual seria de R$ 27,7 milhões, que equivale a umas 15 mil vacas leiteiras… todas com, sei lá, uns 5 litros (ou mais) de leite nas tetas?
Sei, eu sei: É um exemplo mesquinho, mas é um exemplo.

Haja grana, companheiro Amadeu.

¹Riscado e prata pois as informações estavam incorretas, anteriormente estava assim:
Na noticia linkada acima, que é do ano de 2004, a prefeitura anuncia que pretende comprar 87 mil litros de leite gastando, no máximo, R$483.400,00. Ou seja, se fosse fechado o negocio com esse valor, cada litro sairia por praticamente R$5,50. Portanto, por dia, seguindo a idéia do candidato Amadeu Felipe (PCB) a prefeitura gastaria com leite R$396 mil.

Um mês escolar tem 22 dias. Sendo assim, seriam 22 X 396.000 = R$ 8.712.000,00 ao mês com o leite (praticamente 9 milhões de reais).

Pra fechar, o custo anual seria de R$ 108 milhões, que equivale a uns 18% do orçamento atual do município.

E a quem organiza licitações do município: R$ 5,50 num litro de leite?
Não seria melhor e mais barato abrir pregão pra comprar a vaca leiteira?

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em candidatos locais, Eleições 2008, Londrina, política, você sabia?

7 Respostas para “Síndrome de Lamarca

  1. Caro Roberto, apenas uma correção. A licitação aberta em 2004 para a compra de leite para as crianças era no valor máximo de R$ 483.400,00, para o fornecimento de leite na merenda escolar de maio a setembro do referido ano, para 72 mil alunos da rede municipal de ensino. Portanto não sairia a R$ 5,50, cada litro de leite.

    Agradeço a atenção

  2. Roberto Ortega

    Oi Lorena, como vai?

    “Na noticia linkada acima, que é do ano de 2004, a prefeitura anuncia que pretende comprar 87 mil litros de leite gastando, no máximo, R$483.400,00. Ou seja, se fosse fechado o negocio com esse valor, cada litro sairia por praticamente R$5,50.”

    Então, Lorena, se a prefeitura pretendia gastar no máximo R$483 mil com 87 mil litros de leite, o valor sairia aproximadamente R$5,50. Isso, é claro, se fechassem no valor máximo que a prefeitura estava disponível para pagar…
    mas qual empresa quer ver a contratante pagando valor mínimo?

    Espero ter ajudado,
    Volte sempre.

    Até mais!

  3. lucas

    Lorena

    Admiro sua tentativa de defender a atual Administração, em esprcial o ex-secretário.
    Mas, tem coisas que são indefensáveis

  4. Marcelo Macabreza

    Estou elaborando um projeto de lei que implementa escolaridade mínima para funcionários públicos que desejem utilizar a internet. O curso deve incluir operações matemáticas básicas.

  5. Caros amigos, provavelmente a matéria que foi referida pode estar mal formulada, porém, além de ler com atenção, podemos buscar informações junto aos órgãos competentes ou até à própria secretária que foi o que fiz, ao invés de nos destratarmos.

    Espero sinceramente Marcelo que você tenha escolaridade suficiente para entender a matéria que diz que a licitação iria fornecer alimentos “e leite” (83.575 litros), de maio a setembro de 2004, para “72.294 alunos das 65 escolas estaduais, 92 escolas municipais e 42 entidades filantrópicas do município. A compra prevê a merenda escolar de alunos do pré à 8ª série, estudantes dos três turnos de aulas – manhã, tarde e noite.”

    Portanto, caros considerados, minha intenção não era gerar polêmica, mas apenas esclarecer. Quanto a você, Lucas, sempre defenderei o que é correto e denunciarei o que é errado.

    Vocês acham que uma licitação, se fosse da forma como estão dizendo, não seria contestada na época, principalmente por ser o prefeito, um prefeito do PT, que a oposição e a mídia adoram dar pau e acionar?

    A matéria que você está falando Roberto saiu no Paraná Online, porém ela foi baseada no release que está na página da prefeitura http://home.londrina.pr.gov.br/noticias/indexnovo.php?acao=mostrar_noticia&id_noticia=6977.

    É só ir lá e conferir.

    Quanto à minha escolaridade, Marcelo, sou formada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, atualmente faço especialização em Assessoria de Imprensa e, além de saber fazer “continhas”, sou craque em interpretar e entender textos.

    Obrigada pela atenção dispensada.

    Obs: Roberto, por favor, leia a matéria no link que passei e espero, sinceramente, um pedido de desculpas.

  6. Roberto Ortega

    Olá Lorena.

    Desculpas mais do que merecidas, sem dúvidas.
    Ainda naquela madrugada, procurava licitações de leite em Londrina e região, e ainda me pautando na idéia de 483 mil a quantidade de litros, achei estranho e absurdo outras licitações estarem com um valor muito abaixo.

    Sinceramente, não sei se a notícia (no paranáonline) foi alterada ou acabei vendo uma versão antiga. Tanto que na sua primeira correção, Lorena, você reafirma que a licitação era pra comprar leite.

    O fato é que realmente, agora, existe um “e” na matéria.
    Ah, noticia da prefeitura não abriu aqui.

    Até mais e obrigado pela participação e dos esclarecimentos.

    E volte sempre!

  7. Marcelo Macabreza

    Então já temos quem presidir o curso, acessora. Acho que até os leitores devem agradecer a insone preocupação em esclarescer dados nus e crus, desta vez fazendo questão de ter seu nome e cargo devidamente explícitos para creditar a informação. Dados por dados tenho os meus de seis faces.
    A propósito, minha formação de folhetim não me adianta ou prova nada.

    Marcelo Macabreza, TN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s