Em Londrina: “É tio Bila até 2012”


Eu acompanhei os resultados. Não pude postar porque estava trabalhando, mas sem surpresa recebi a notícia de que Belinati (PP) será o próximo prefeito de Londrina. A surpresa mesmo veio da mínima diferença entre Belinati e o seu oponente, Hauly (PSDB): Menos de 10 mil votos.

Dos 100% votos válidos (268.551), Belinati faturou a vitória com 138.926 votos, contra 129.625 de Hauly.

Sem mais, me despeço.

E para o Sr. Belinati: Até o ano que vem…
claro, se o TSE deixar.

5 Comentários

Arquivado em Belinati, candidatos locais, Eleições 2008, Hauly, Londrina, política

5 Respostas para “Em Londrina: “É tio Bila até 2012”

  1. Cesar

    A festa foi grande, lembrando que quem ganhou foi o Tio Bila, o mesmo que foi cassado, preso, mais de noventa processos nas costas e tudo mais. Agora ver o Barbosa lado a lado, em todas as entrevistas de televisão, foi demais, penso que, se o pededista estivesse no segundo turno, quem seria o Tio Bila para o nosso querido Barbosa? E o Hauly , o sonho de ser prefeito de Londrina continua, 2011 já esta logo ali, e a campanha vai começar outra vez…

  2. Piti Neura

    Senhores, vcs estão todos enganados. Tio Bila não vai ficar na Prefeitura até 2012. Vai ficar até 2016. A reeleição dele é garantida! Se sem a máquina da prefeitura ele ganha eleição, imagina com ela na mão?

  3. Pedro

    Roberto, parabéns pelo blog, eu não o conhecia. Se caso lhe interessar, por mais inimaginável que possa ser, ainda espera-se a decisão do Ministro Carlos Ayres Brito. É óbvio que sei que uma decisão desfavorável a Belinati é impensável, mas o fato é que se pensarmos sob a ótica da democracia participativa, ao invés da precária democracia representativa, poderemos fazer certa diferença, como foram (a diferença) os quase 130 mil votos dos eleitores londrinenses ao candidato Hauly – que perdeu a eleição por falta de tenacidade e espírito de liderança, infelizmente o adversário de Belinati mais uma vez provou que é apenas um burocrata temente a Deus -, pois, talvez a vitória de Belinati fosse maior. Fica aqui a sugestão, que os eleitores de Hauly, num esforço para superar a visão populista e paternal de um modelo de gestão do estado, expressem (não a sua mera opinião) mas a sua verdade racionalmente construída, por meio da pressão de sua suposta opinião. E é por esse (mero) ponto que a opção não em favor do PSDB, mas contra Belinati é única; na verdade, não há opção. Mas é melhor, porque pelo menos reflete uma sensação ainda que inconsciente de mudanças, de dizer não a um modelo porcamente demagogo e atrasado. Londrina reflete as conseqüências de um “muito” tardio coronelismo, resultado de sua já tardia fundação. Obviedades ridículas disso são os títulos de pioneiros que as pessoas se dão, temos até um monumento do pioneiro, que dá uma cara bem provinciana para cidade; e também da precária e intelectualmente pobre produção cultural. Pelo menos os eleitores de Hauly disseram não ao atraso. Aqui está o e-mail do TSE-PR: surisp@tre-pr.gov.br – é um canal quase surdo-mudo mas ainda é uma canal. Afinal, lembremos que talvez o Ministro Carlos Ayres Brito mereça um pouco de crédito (mas, não muito). E se não me filio a corrente técnico-jurídica burocrata, que afirma que o Ministro possa fazer, ou queira fazer muito pouco, é porque me posiciono além do reduto jurídico. E sobre a vontade soberana do povo? Até parece piada, é só um imenso e constituído lugar-comum. Pois, 51% da do povo não me parece soberana, e o povo não são somente os 140 mil estúpidos semi-analfabetos que votaram em Belinati.

    Pedro

  4. Gabriel

    Bom, cada povo tem o governante que merece.
    É claro que os 51% que votaram no Tio Fila (fila da…) não representam de maneira alguma a vontade de toda a população, mas no atual sistema, mais de 50% representa a vontade de toda o população, e as outros 49%, resta apenas lamentar e esperar…
    Uma coisa é certa, nunca subestime a capacidade de um povo de ser estúpido.

  5. francisco

    Direto do plenário: Presidente do TSE apresenta voto no processo de Belinati, candidato a prefeitura de Londrina (PR)
    28 de outubro de 2008 – 20h12

    O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Ayres Britto, votou pela aceitação do recurso do Ministério Público Eleitoral (MPE) contra a decisão individual do ministro Marcelo Ribeiro, que concedeu o registro de candidatura a Antônio Belinati (PP) que concorreu à prefeitura de Londrina, no Paraná.

    Ayres Britto havia pedido vista do processo no último sábado (25), em sessão extraordinária, após o voto do ministro Arnaldo Versiani, que acompanhou o entendimento do relator, ministro Marcelo Ribeiro, em favor da manutenção do registro do candidato.

    Antônio Belinati disputou o segundo turno da eleição em Londrina neste domingo (26) e obteve 51,73% dos votos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s