Ganhou, mas não levou…


A matéria que eu publico abaixo é de um companheiro de curso, o Ítalo Rodrigo. Ele fez o texto dias depois do protesto pró-Belinati, do qual fomos espectadores. Portanto, seguem as palavras que o Ítalo digitou e estavam aqui comigo – O email de contato dele é italo_rod@hotmail.com.

Ganhou, mas não levou…

Cassação do Prefeito eleito de Londrina Antonio Belinati pelo Tribunal Superior Eleitoral gera protesto no Centro Cívico da cidade

Se algum desavisado aparecesse quarta passada na porta fórum eleitoral, talvez achasse que estivesse fazendo parte de uma gravação especial do programa Arabian Show. Do alto do caminhão de som, o apresentador Omar Zabian comandava a massa de manifestantes como se estivesse animando um público escolhido a dedo para fazer parte do seu programa.

Com um olhar mais cuidadoso era possível identificar no meio da massa animadores infiltrados que incitavam as pessoas, em sua maioria mulheres, a elevar ainda mais o tom do protesto queimando o titulo de eleitor e a Constituição Federal.

Era o que fazia o servidor público Geraldino Batista do Nascimento no meio de um grupo de senhoras histéricas, quando chegamos para tentar uma entrevista.

-Qual é o nome do senhor?

-Sou contra essa decisão arbitraria do ministro…

-Qual é nome do senhor?

-Geraldino, sou contra essa…

-De quê?

-Batista do Nascimento.

-Qual a profissão do senhor?

-Servidor público, sou contra essa decisão arbitraria do ministro, por que se eis tinha que votar, porque que eis não votaro antes?, porque é um tapa, uma safadeza…

-VAMO QUEIIIIIIMAAAA- grita uma senhora passando pelo local.

-Nóis vamo convocar a população e queimar o título – retoma o diálogo.

-O senhor teme alguma ação da polícia?

-Eu temo porque isso aqui é poder, nóis tamo vivendo a famosa ditadura. A polícia está sempre do lado do governante. Esse povo não sabe perder quer ganhar no tapetão.

Alguns metros dali era possível avistar o Major Kogut, á paisana, passando algumas instruções aos policiais que, a distancia, acompanhavam a manifestação.

Agora, alguém joga no chão um grande pano preto, todo empoeirado, rapidamente, os animadores, provavelmente cabos eleitorais, o rasgam em pequenas tiras distribuindo entre as pessoas.

O sol escaldante castiga os manifestantes que são obrigados a gritar ainda mais alto que o caminhão de som que toca no volume máximo os jingles de campanha do candidato cassado.

Omar Zabian com uma tira preta amarrada na testa, a la Rambo, entra na guerra para ver quem fala mais alto e, empunhando um megafone como se fosse uma metralhadora, dispara ainda mais alto frases nem sempre bem compreendidas pelos seus seguidores.

– O povo é burro?

-Éééééééééée.

-Presta atenção, responde direito – Diz contrariado, e pergunta de novo.

– O povo é burro?

– Nãooooooooooo.

Nesse momento chega um carro todo adesivado com propagandas eleitorais do candidato cassado e da vereadora reeleita Sandra Graça. O carro tem os vidros fechados, provavelmente porque o ar condicionado esta ligado, o povo cerca o veiculo gritando:

– Sandra, Sandra…

O calor é insuportável, o contato é inevitável. A vereadora sai, corpos suados vão de encontro a ela que não tem outra escolha senão abraçá-los. E com quarenta minutos de atraso, ela segue para a sessão da Câmara dos Vereadores, literalmente nos braços do povo.

De repente, vejo um aglomerado de pessoas, imagino que o que se temia ocorreu, um principio de tumulto, quebra – quebra. Chegando ao local, vejo, no meio do tumulto, sorridente, o senhor Lázaro, o sorveteiro.

-Boa tarde, o senhor vende sorvete aqui todo dia ou veio por causa do protesto?

-Todo dia.

-Hoje ta vendendo mais que os outros dias?

-Ooopa!! Por isso que nóis tem que apoiar o homi certo, vendi dois carrinho de sorvete aqui hoje.

-Geralmente vende quanto?

-Tem dia que não vende é nada, hoje vendi dois. –  Repete com sorriso de orelha á orelha.

– Se continuar assim vai buscar o terceiro?

-Ooopa!!!

Incansável, camisa ensopada de suor, tarja preta amarrada na testa, Omar Zabian convoca a população para uma volta olímpica no centro cívico. Ele vai à frente, o megafone vomita todo o repertório de clichês populistas. Ele vai á frente como um profeta, como um pastor que conduz as ovelhas para o abate.

Uma senhora idosa e uma moça com um bebê de colo não conseguem acompanhar o pelotão que segue em marcha acelerada em direção á prefeitura, ficam para atrás, aproveito para puxar uma conversa.

-Boa tarde, como que é o nome da senhora?

-Teresa Pessoa.

-Quantos anos, Dona Teresa?

-61.

-Como que esta sendo o dia da senhora hoje?

-Muito triste né, eles não deveriam ter feito uma maldade dessa, a gente fica revortado, se não fosse pra ele entra então não deixasse entra.

-E o calor, não faz mal para o nenê, por que vocês o trouxeram?

-Não tem com quem deixar né.

-A senhora já protestou alguma vez?

-Primeira vez, nóis achemo muito errado isso aí sabe, depois que ele ganha, a gente da o voto de confiança, por que toda a vida eu votei nele mesmo…Ele sempre ajudou a gente.

-Digamos que não tenha como ele voltar e tenha que votar denovo…

-Barbosa Neto, ele apoiou o Belinati, agora se ele entrar nóis apóia ele.

– Vamos imaginar que o Belinati apoiasse o Nedson?

Nesse momento a nora de Dona Teresa, Aline, que carrega o bebê no colo, toma a palavra:

-Nedson é duro, mas se o Belinati apoiar nóis vamo atrás.

-Dona Teresa, o que a senhora acha quando escuta falar que o Belinati roubou duzentos milhões e tem mais de noventa processos…

-Eu acho que ele não roubou não…

-Quando a senhora vê as imagens na TV dele sendo preso, o que a senhora acha?

-Ele fez muita coisa por Londrina, então o dinheiro vai embora né. Hoje eu sou nomeada do estado por causa do Belinati, quando ele trabaiava na Voz do Povo, cinco mil e seiscentos zeladores recebiam verba de sabão, sabe, dinheiro para comprar material. Ele ajudou cinco mil e seiscentos zeladores.

Nesse momento Omar Zabian conduz seus fiéis em direção ao centro da cidade, marchando na contra mão da Avenida Duque de Caxias. Dona Teresa, o bebê e a nora desistem de acompanhar a procissão, sentam no ponto de ônibus e ficam olhando o pelotão sumir no horizonte.

6 Comentários

Arquivado em Belinati, candidatos locais, cassado, Eleições 2008, jornalismo, legislativo municipal, Londrina, Manipulações, política, protesto

6 Respostas para “Ganhou, mas não levou…

  1. Pois é Roberto, é por essas e outras que continuo lutando. Espero e luto pelo dia em que eu não tenha mais de ver isso acontecer. O pior é ficar com pena da dona Teresa que se deixa ludibriar e raiva deste homem que consegue levar tanta gente a acreditar que ele realmente faz.

  2. Marco Túlio

    Fantástico texto do Ítalo.

    Apenas poderia ter vindo antes, beeeeeeeem antes.
    Afinal, esse episódio já faz quase um mês…Mas é sempre bom rememorar.

    E concordo com a Aline, filha da dona Teresa….
    “Nedson é duro, né?”
    Para apoiar Nedson, só com ordem do Belinati mesmo!
    Ainda bem que está acabando!

  3. ALDEBRAN

    parabens pela matéria Italo

    eu so acho que vc deveria ter dito quais os clichês
    populistas Omar Zabian dizia.
    Esta materia é um documento histórico que mostrará as gerações futuras a genealidade do patriarca popupulista que hoje, em minha opinião, e´o rei de londrina e uma lenda viva. Não me alegro ao dizer isso, pois a matéria do Italo demonstra de uma forma muito real a fragilidade do povo menos favorecido e de como oportunistas armados de demagogia manipulan a massa desorientada, os orfãos de estado.

    viva o brasil.

  4. paulo henrique (sala)

    Omar Zabian

    – O povo é burro?
    -Éééééééééée.
    -Presta atenção, responde direito – Diz contrariado, e pergunta de novo.
    – O povo é burro?
    – Nãooooooooooo.

    texto do caralho! valeu até mais…

  5. Luizão

    Mas ninguém pode negar… o homem é bom mesmo.
    Que inveja tem alguns!
    O pior é tentam seguir os mesmos passos dele, fazer do populismo o tempero, ainda que mascarado, mas não conseguem mesmo.
    E perguntamos….O que Londrina teve de bom nos últimos 30 anos?
    Alguém poderá me responder?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s