11 lições de destruição com a Usina Hidrelétrica de Mauá


com informações da ONGMAE

Em tempos de meio ambiente, tão perto, tão longe…

Nos 11 vídeos da jornalista Laila Menechino, aprenda como destruir um rio importante, desmatar uma floresta de 5 mil hectares e humilhar populações indígenas e ribeirinhas atingidas por uma usina hidrelétrica.

Tudo isso e muito mais em www.ongmae.org.br

Meio ambiente não é uma opção.
É condição de existência.

4 Comentários

Arquivado em índios, blog, Crime Ambiental, Hidrelétrica, Investigativo, Londrina, ONGMAE, protesto, Rio Tibagi, UHE Mauá

4 Respostas para “11 lições de destruição com a Usina Hidrelétrica de Mauá

  1. Tem uma menina de Direito linda nessa ONG.

    Roberto, você pode dar uma luz sobre a questão do Tibagi, como andam os trâmites e tal? Eu lembro que numa palestra que um procurador federal envolvido no caso deu na semana jurídica da UEL do ano passado, ele se posicionou completamente contra, mas parece que mesmo assim as obras continuam.

  2. Roberto
    Obrigado por ter adicionado o link para o blog, mas ele está direcionando para o blog antigo, o site é agora http://viverlondrina.com

    Obrigado

  3. Roberto Ortega

    Vitor, vou mandar um email do Frazão pedindo pra ele responder essa com as últimas da UHE.

    Oi Marcos, já atualizei o link.
    Abraços!

  4. augusto

    Voce é um idiota, vai dizer que voce não tem energia elétrica em sua casa! Isso é um mal necessário!!!!!!!! Voce não toma banho em agua quente? Não tem microondas? Então pare com essa bobeira de ambientalista sem trabalho que quer ganhar dinheiro fácil das ONGS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s