Monetização e a Blogosfera Londrinense


Depois da chuva de blogs que caiu em Londrina – em sua maioria pautando a política da cidade – agora, praticamente em conjunto, desembestou de um dia para o outro na monetização.
Acho isso ótimo.

A prova de que a nossa cena blogueira está sendo assistida é o interesse de anuncio nos nossos espaços. O Blog do Rigon, que é um dos destaques em Maringá,  permite que o Angelo Rigon viva apenas do blog num canto distante da agitação da cidade.

O Rigon aceita anuncios e agradecimentos de políticos e empresas.
Nós, aqui de Londrina, estaremos prontos para anunciar sobre o São Francisco e dizer que ele estava trabalhando ilegal, ou que seja o Muffato, apenas como exemplo (?).

Aceitariamos o Belinati desejando “Feliz 2009 Londrina” ?
Pode ser que sim, oras.

A Revista Caros Amigos (estou indo para o terceiro ano de assinatura), que tem uma linha editorial de esquerda, aceita anuncios da Coca-Cola e da Vale. Parece absurdo, mas, ao ler a revista, você vê artigos criticando a Vale e defendendo a sua reestatização, assim também na divulgação do Caso Dolly X Coca.
Um detalhe importante: A Caros depende disso para viver. No editorial eu já vi os caras divulgando todas as contas para os assinantes e leitores entenderem os porquês da publicidade.

Vale lembrar que os blogueiros tem outras formas de ganhar grana com o blog. Existem programas de afiliados no Mercado Livre, HotWords, Submarino e o já conhecido Google Adsense. O wordpress.com não permite esses serviços, o blogspot sim.

Eu também vou entrar na onda e ofereço espaço no blog para anuncios…
quem sabe já não rola a grana do busão.

Até mais

5 Comentários

Arquivado em blog, Internet, Londrina

5 Respostas para “Monetização e a Blogosfera Londrinense

  1. Eu vou de adsense, mas acho que com ele só vai rolar a grana da cerveja. Eu não vou vender publicidade por dois motivos: primeiro que não daria para ser jornalista e vendedor ao mesmo tempo. Seria incompatível manter as duas funções. Teria que escolher entre um e outro. Como eu não sei vender nem pão quente (e esse é o segundo motivo), continuo jornalista e não me meto em aventura de sair vendendo espaço publicitário. Talvez uma saída para os blogs de jornalistas fosse arrumar alguém que vendesse publicidade. Mas daí já dá muito trabalho. Por isso continuo usando o blog como uma espécie de hora do recreio, embora a linha editorial seja séria – e algumas vezes até sisuda. Estou me divertindo muito com isso.

  2. Com meu blog pé-rapado eu não tiro nem o dinheiro da energia que mantém o computador ligado.

  3. Roberto Ortega

    Fábio, opaaaa, sem essa… para tirar o da cerveja, tu tem que, no mínimo, tem 100 dolares. Ahhh, rapá, isso dá pra comprar várias e várias caixas. haha.

    Victor, vamos criar um blog de algo bem idiota e que a blogosfera adote. Traduções e quadrinhos estão na moda. Idéias mirabolantes sempre estiveram.
    Com isso a gente entra em tudo quanto é programa de afiliados, hotwords… até leilão de palavra a gente faz.

    hahaha.

    Abraços

  4. Na boa, isso de ‘cena blogueira londrinense’ tá ficando bem ‘serious bussiness’.

    Acho que boa parte das pessoas que criaram blog ultimamente ainda não entenderam o feeling da coisa, se é que isso existe.

    Imagino que é preciso deixar dessa de “meu diário” e definir se o espaço é para informação, diversão, crítica ou sei lá.

  5. O Fabio agora que vc me avisa isso?? fala ai como que faz para entrar no esquema???/ abraços

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s