Arquivo da categoria: UNOPAR

Polícia Civil conclui Caso Amanda Rossi

Retirado do JL

amanda_rossiO secretário estadual da Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari, estará em Londrina , nesta quarta-feira (18), para uma coletiva, marcada para as 15 horas, para apresentar detalhes sobre as investigações que levaram a prisão dos autores da morte da estudante Amanda Rossi. A coletiva será na 10.ª Subdivisão da Polícia Civil.

Segundo a assessoria de imprensa da Sesp-PR, o caso foi solucionado e o Ministério Público do Paraná ofereceu denúncia contra três pessoas, acusadas de participarem diretamente da morte de Amanda. A solução do crime ocorre após quase 16 meses. Ao todo, o inquérito policial tem mais de 3 mil páginas. A estudante foi encontrada morta em outubro de 2007, dentro da casa das máquinas da Universidade Norte do Paraná (Unopar).

Continue lendo: Acusados do assassinato são denunciados por homicídio triplamente qualificado

Deixe um comentário

Arquivado em Caso Amanda Rossi, Londrina, Paraná, UNOPAR

E o blogueiro retornou…

Voltei das boas férias que tive. Passei uma semana no litoral de SC, em Balneário Camburiu.
Aproveitei bem o Estado: Passei por Florianópolis e suas praias e também visitei a cidade de Brusque.

É difícil notar que Santa Catarina passou (ou ainda passa) por dificuldades, parece que tudo está no lugar. No caminho para Brusque vi apenas um morro que sofreu deslizamentos de terra. Em Camburiu, uma das principais avenidas do Balneário, a Brasil, ficou alagada em alguns pontos após uma chuva clássica de fim de tarde. Parecia um alagamento normal, desses que encontramos em Londrina – provavelmente culpa de um bueiro entupido por descuido humano. No fim do dia, chovia rápido e forte.

Eu – junto com a família de minha noiva, a Camilla – conheci a Lagoa da Conceição, em Florianópolis e as tão faladas “dunas”, assim como a Praia da Joaquina. Achei tudo muito bonito, principalmente a Lagoa, já a água Joaquina é extremamente gelada.

Brusque é um playground para casais. Lá compramos jogos de cama, mesa e banho com preços bem acessíveis.

O que me chateou foi a parte cultural dessas cidades turísticas: Hippies que não produzem e comércio confuso. É Sério. Os hippies vendiam seus produtos a beira-mar, como colares feitos de semente de açaí, tudo indicava um trabalho artesanal. Porém, ao visitar pequenas lojas de 1,99, notei que poderia comprar o mesmo produto que os hippies vendiam, só que embalados e mais baratos.

Já com o comércio, algumas lojas me atendiam de modo confuso. Devido a grande presença de argentinos e uruguaios, frequentemente eu era recebido com um portunhol horrível pelos vendedores do Balneário.
Não sei do povo argentino, mas eu não ficaria contente em ir para Buenos Aires e notar um esforço tremendo das pessoas tentando me atender em português. É ridículo.

Mas as férias acabaram. Volto a escrever no blog como antigamente e lendo bastante a nossa blogosfera (assino vários feeds locais).

As aulas na universidade também retornam. Lá, além de jornalismo, estudamos antigas matérias do primário, como ciências: Jogar água fria em “costa-quente” pode causar apenas uma reação… ebulição, nada além disso.

Abraços,

e até breve.

1 comentário

Arquivado em blog, Internet, jornalismo, Londrina, UNOPAR

Unopar é impedida de oferecer cursos de educação à distância

A Unopar, junto com outras três instituições de ensino do páis, foram proíbidas de abrirem vestibular para o chamado “curso à distância”. O motivo? segue ele (retirado da CBN, com grifo meu):

“O MEC alega que os cursos à distância cresceram demais sem qualidade”

Na matéria mais aprofundada que li pela Gazeta do Povo, o Secretário de Educação a Distância do MEC, Carlos Eduardo Bielschowsky, alega que os cursos tem sérios problemas estruturais, de equipamento e de suporte, como a falta de uma biblioteca.
Carlos Eduardo explica que a situação dos cursos que a Unopar oferece é diferente:
“Quero deixar claro que a Unopar precisa melhorar a grade curricular, os conteúdos necessitam ser mais elaborados”.
A medida só vale para novos vestibulares. Os alunos que atualmente tem aula poderão concluir as atividades “normalmente”.

Atualização: Segundo o site da Unopar, já está tudo na santa paz e os cursos podem, novamente, serem oferecidos.

14 Comentários

Arquivado em jornalismo, Londrina, Manipulações, UNOPAR